Na rua, a servir refeições quentes, 365 dias por ano

A compaixão não está fora de moda

Marcelo Rebelo de Sousa tem exercido a sua influência para dar visibilidade ao problema das pessoas sem-abrigo. Ao contrário dos que fazem por não pensar ou falar no assunto, o Presidente da República, tem feito por manter a questão em cima da mesa do Governo e pediu inclusivamente empenho na erradicação dos sem-abrigo até 2023.E o Governo, que tinha prometido aprovar até final de Junho a Estratégia Nacional para o período de 2017 a 2023 para a Integração de Pessoas em Situação de Sem-Abrigo 2017-2023, cumpriu, embora falte ao documento a ambição de fazer desta questão um desígnio nacional como o Presidente pedira.

O documento aprovado em Concelho de Ministros assenta em três eixos estratégicos:

  1. promover o conhecimento do fenómeno
  2. informar, sensibilizar e educar
  3. reforçar uma intervenção que promova a integração destas pessoas

Enquanto os orgãos do estado não assumem integralmente a sua responsabilidade nesta questão, o problema continua a ser de todos nós, e o Presidente dá mais uma vez o exemplo, numa visita ao CASA, onde acompanhou a distribuição na rua e serviu refeições como qualquer outro voluntário, mostrando que a compaixão não está fora de moda. 

Siga-nos no Instagram